/Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT por 20 anos
Lula tem habeas corpus negado

Desembargador que mandou soltar Lula foi filiado ao PT por 20 anos

O desembargador Rogério Favreto, que assinou a decisão concedendo habeas corpus ao ex-presidente Lula (PT) neste domingo (8), foi filiado ao Partido dos Trabalhadores por mais de 20 anos, de acordo com reportagem da revista Veja.

A publicação relembra que Favreto se filiou ao PT em 1991, quando ainda era apenas um advogado. Durante a gestão de Tarso Genro (PT) na Prefeitura de Porto Alegre, o magistrado ocupou o cargo de procurador-geral do município.

Favreto ocupou um gabinete na Casa Civil durante os primeiros anos da gestão de Lula, em 2005. Dois anos depois,  assumiu a Secretaria da Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, e permaneceu no cargo até 2010, quando se desfiliou do PT.

Mesmo afastado do partido, o desembargador permaneceu próximo dos petistas. A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi responsável pela promoção de Favreto ao cargo, e o designou para o TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

Favreto foi ainda o único desembargador do Tribunal a votar pela abertura de um processo disciplinar contra Sérgio Moro, acusado de agir por “índole política” na condução do processo contra Lula, sobre o tripléx do Guarujá (SP).

O desembargador concedeu habeas corpus impetrado na sexta-feira (6) pelos deputados Wadih Damous (PT), Paulo Pimenta (PT) e Paulo Teixeira (PT). Com a concessão, Lula deve deixar a prisão ainda neste domingo.