/Acusado de tentar matar comerciante durante roubo em MS é condenado a 16 anos de prisão

Acusado de tentar matar comerciante durante roubo em MS é condenado a 16 anos de prisão

Um acusado de roubar uma motocicleta de uma mulher e depois tentar matar um comerciante durante assalto em 24 de março de 2015, em Campo Grande, foi condenado a 16 anos e 4 meses de prisão. A condenação dele foi publicada na edição desta sexta-feira (5) do Diário Oficial da Justiça.

Consta na sentença que, por causa do tiro na cabeça, o comerciante ficou com o lado esquerdo do corpo paralisado, depende de cadeira de rodas, não pode trabalhar e perdeu parte do crânio.

Conforme a sentença do juiz Olivar Augusto Roberti Coneglian, da 2ª Vara Criminal, o início da pena é em regime fechado e o acusado terá ainda que pagar 12 dias/multa. Ele foi preso um dia após os crimes, em 25 de março. O processo em relação ao outro acusado de envolvimento está suspenso.

A defesa do condenado pedia a absolvição por falta de provas. O réu alegou ainda que estava preso na data dos crimes. No entanto, foi verificado que ele foi para a cadeia um dia depois.

Crimes

O roubo e a tentativa de latrocínio aconteceram à noite. Primeiro, uma mulher que conversava com a sogra na porta de casa teve a motocicleta, a bolsa e o celular roubados no Jardim Campo Nobre. Na fuga, os bandidos ainda deram dois tiros para cima que não acertaram ninguém.

Aproximadamente 20 minutos depois, os assaltantes anunciaram o roubo a dois irmãos que estavam sentados em frente a uma mercearia no Jardim das Macaúbas. Um deles se assustou, levantou da cadeira onde estava sentado e acabou baleado na cabeça.

Os bandidos fugiram levando um capacete e deixaram cair no local a bolsa roubada minutos antes.

Após a prisão, a mulher reconheceu os bandidos. Ela teve a bolsa recuperada, mas a moto e o celular nunca mais foram encontrados.