/Alemão vira suspeito oficial de desaparecimento de Madeleine McCann

Alemão vira suspeito oficial de desaparecimento de Madeleine McCann

O alemão Christian Brückner (foto em destaque), 43 anos, foi considerado oficialmente, nesta quinta-feira (21/4), o principal suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann. A informação foi divulgada pelo Ministério Público de Portugal por meio de nota.

De acordo com o Ministério Público, o pedido partiu das autoridades alemãs, com quem Portugal tem acordo de cooperação judiciária internacional.

Embora seja suspeito no caso da menina Madeleine, Brueckner cumpre, atualmente, pena por outro crime. Ele foi condenado a 21 meses por tráfico de drogas, mas é elegível para liberdade condicional em 6 de janeiro, após cumprir dois terços da pena. Ele já havia sido condenado anteriormente por abuso sexual de crianças.

Brueckner tinha uma casa que ficava a 3 km do hotel no qual Kate e Gerry McCann estavam hospedados com amigos na noite em que Madeleine sumiu. Ele viveu na residência até 2007.

Pessoas da região que chegaram a conviver com o suspeito relataram que ele tinha “cara de poucos amigos”. Brueckner foi investigado durante o caso Madeleine, mas a polícia não encontrou nada que o incriminasse à época.

No dia do desaparecimento de Madeleine, Brueckner recebeu um telefonema em sua casa. A polícia espera descobrir o autor da ligação a fim de torná-la uma possível testemunha para o caso.

Enquanto morou na região do Algarve, o suspeito construiu um histórico de furtos a quartos de hotéis. De volta à Alemanha depois da repercussão do desaparecimento da garota, Brueckner foi investigado pelo sumiço de uma menina de 5 anos. Contudo, a polícia não deu sequência ao caso.

Fonte: Metropoles