/Considerado como maior contrabandista de cigarros do País falece em Umuarama
morre com complicações de saúde em Umuarama

Considerado como maior contrabandista de cigarros do País falece em Umuarama

Alcides Carlos Grejianim, o Polaco, que já foi apontado como o maior contrabandista de cigarros do País em 2010, morreu devido a complicações de saúde. De acordo com o site Midiamax, Polaco morreu na terça-feira (14/8) em um hospital de Umuarama (PR), onde realizava tratamento médicos.

Ele foi sepultado ontem (15/8) em Eldorado, cidade natal dele localizada na região Sul de Mato Grosso do Sul.

Polaco que já foi apontado como o maior contrabandista chegou a ter bens como 11 fazendas na fronteira com o Paraguai. Uma delas, de 2,5 mil hectares, foi avaliada em R$ 25 milhões. A Justiça Federal foi quem rastreou todos os bens, conforme o Midiamax.

Polaco foi preso em outubro de 2010 na Operação Alvorada Voraz. A Polícia Federal investigou a quadrilha liderada por ele e apreendeu 50 carretas e 8 milhões de maços de cigarro em Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul, dando um prejuízo de R$ 20 milhões à quadrilha.

Grejianim ficou preso em Campo Grande de novembro de 2011 a março de 2012, quando saiu graças a um habeas corpus concedido pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). A defesa questionou a prisão, decretada por um juiz militar.

Polaco respondia a uma ação por crime de lavagem ou ocultação de bens, direitos ou valores e foi intimado da situação via Diário Oficial.

Fonte: Douradosnews