/Idosa cai em golpe de cartão de crédito e perde mais de R$ 12 mil
idosa cai em golpe de cartão de crédito em campo grande

Idosa cai em golpe de cartão de crédito e perde mais de R$ 12 mil

Estelionatários fizeram mais uma vítima em Campo Grande. Desta vez uma idosa de 75 anos caiu em um golpe e teve um prejuízo de mais de R$ 12 mil, na noite de quinta-feira, dia 25 de outubro.

Segundo o site Midiamax, foram feitos saques e compras à vista e a prazo no cartão da vítima após um homem se passar por funcionário da seguradora do cartão de crédito e pedir para que a mesma entregasse seu cartão ele ter sido supostamente usado em lojas de Dourados.

Segundo informações do boletim de ocorrência, por volta das 16 horas de ontem, ela recebeu uma ligação de uma pessoa se identificando como Felipe Santos, que se apresentou como funcionário da seguradora do cartão do banco.

O suposto funcionário disse à vítima que o seu cartão havia sido usado em uma loja de departamentos na cidade de Dourados sendo que a compra havia dado o valor de R$ 6.999,33.

Uma outra tentativa de compra havia sido feita em outra loja no valor de R$ 1.999,99 na mesma cidade.

Felipe orientou a idosa a ligar para um número que segundo ele, seria do banco onde ela conseguiria cancelar o cartão. Quando a vítima fez a ligação, foi atendida por Felipe que pediu para que ela fizesse uma carta de próprio punho dizendo que não esteve em Dourados e que não tinha efetuado a compra na loja.

Depois da carta pronta, ele orientou a mesma a colocá-la em um envelope junto com o cartão e que iria mandar um funcionário do banco e um agente da Policia Civil para retirar o envelope em sua casa.

Ele pediu para que a idosa ficasse na linha até que o funcionário chegasse em sua casa para que ela confirmasse a entrega.

Assim que o suposto funcionário, identificado como Gilmar, chegou ela entregou o cartão.

Ela relata que verificou vários saques e compras à vista e a prazo no seu cartão no final da tarde dessa quinta-feira, por volta das 18h40. Ainda conforme a vítima, o total do prejuízo nos saques foram de R$ 2.500 reais.

No crédito foram gastos R$ 5 mil por volta das 19h32 e R$ 4.599 foi o última compra registrada. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro) como estelionato.