/Justiça eleitoral delimita campanha em Dourados
campanha eleitoral delimitada em Dourados

Justiça eleitoral delimita campanha em Dourados

As campanhas eleitorais já começaram há quase um mês, 16 de agosto, quando passou a ser permitida a veiculação de propagandas partidárias, realização de comícios e distribuição de material publicitário dos candidatos ao pleito em outubro deste ano.

Agora, para não correr o risco de comprometer a candidatura, os postulantes precisam estar atentos para as regras de realização de campanha do Tribunal Regional Eleitoral. Nestas eleições serão eleitos deputados estaduais, deputados federal, senadores, governador e presidente da República.

A portaria nº 8/2018 da 43ª e 18ª Zona Eleitoral, responsáveis por Laguna Carapã, Itaporã, Dourados e Douradina respectivamente, determina o modelo ideal de campanha em proteção e respeito ao eleitor. Confira alguns pontos abaixo:

CARREATAS E PASSEATAS 

Para evitar transtornos em vias públicas, riscos de conflitos entre militâncias e aglomeração excessiva de pessoas em determinados locais, o TRE orienta os candidatos a comunicar a Polícia Militar, a Agência Municipal de Trânsito e ao cartório da 18ª Zona Eleitoral, se em Dourados e Douradina, e ao cartório da 43ª Zona Eleitoral, se em ltaporã e Laguna Carapã, a realização das carreatas ou passeatas políticas.

O documento precisa ser entregue com antecedência mínima de 24 horas e deverá indicar expressivamente dia, local e horário a fim de garantir a segurança do evento.

Na hora de levar a comunicação do TRE, o documento já precisará estar anexado ao comprovante de recebimento da comunicação feita à polícia e Agetran.

Além disso, para assegurar o direito igualitário do uso dessa estratégia, “será observado o critério da prioridade da comunicação alternada e sucessiva, entre todos os partidos, coligações ou candidatos registrados na Justiça Eleitoral, não sendo autorizado o registro simultâneo de duas ou mais carreatas, passeatas e caminhadas, por um mesmo partido, coligação ou candidato, em uma mesma semana”, determina a portaria.

O TRE orienta que os candidatos, partidos ou coligações orientem seus militantes e simpatizantes a cumprirem o Código Nacional de Trânsito e o Código de Posturas do Município e em caso de desobediência a força policial não dispensará esforços para garantir a ordem e a segurança local.

USO DE SOM
Para evitar prejuízos à saúde e sossego da população, fica permitido o uso de carros de som para divulgação de propaganda eleitoral observando o limite de oitenta decibéis de nível de pressão sonora, medido a sete metros de distância do veículo.

Em locais próximo a órgãos públicos como Fóruns, hospitais, delegacias, prefeituras e câmaras de vereadores, além de igrejas e casas de saúde, fica determinada a distância mínima de 200 metros para uso de som durante a campanha.

Além disso, fica vedada a utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização de comícios. Os horários permitidos para uso de equipamentos sonoros varia das 8h às 22h até o dia 6 de outubro apenas.

COMÍCIOS ELEITORAIS
Para realização dos encontros políticos o TRE fixou a região central, na extensão da Avenida Marcelino Pires entre as ruas Aniz Rasselen e Wilson Dias Pinho, como locais ideais para os eventos de comícios eleitorais.

“Nas demais áreas de Dourados, bem como nos outros Municípios abrangidos pela 18′ e 43′ ZE, os comícios deverão ser realizados em locais adequados, e deverão observar estritamente os termos da Legislação Eleitoral, das Resoluções do TSE e do TRE, bem como, naquilo que não conflitar, as regras desta Portaria”, afirma ainda o documento.

Assim como nos eventos de passeata ou carreata, a programação de comícios deverá ser comunicada à PM, Agetran e TRE.

“Quando a realização do comício depender da montagem de palanque, ao efetivar a comunicação de sua realização ao Cartório e ao Comando da PM, a coligação ou partido deverão apresentar, no mesmo momento, a necessária ART do responsável pela montagem, bem assim pelas instalações elétricas, se for o caso, para assegurar a segurança devida e permitir a vistoria que se fizer necessária pela autoridade responsável”, ressalta a portaria.

Em caso de uso de veículos como palanque a vistoria se fará necessária para assegurar a integridade dos presentes.

Também não serão permitidas a realização de dois comícios durante o mesmo horário e local. Eventual reclamação sobre localização dos comícios ou questões similares deverão ser dirigidas ao Juiz Eleitoral competente

DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL
Durante a distribuição de material publicitário, os candidatos precisarão cumprir também as determinações da portaria no que diz respeito a ordem e segurança. O TRE orienta alguns pontos para execução da ação, como:

• Cruzamento da Av. Marcelino Pires com a Av.Presidente Vargas;

• Cruzamento da Av. Presidente Vargas com a Rua Ponta Porã;

• Cruzamento da Av. Marcelino Pares com a Dr. Nelson de Araújo;

• Cruzamento da Av. Hayel Bom Faker com a Rua Mozart Calheiros;

• Cruzamento da Av. Marcelino Pires com a Rua Coronel Ponciano;

• Cruzamento da R. Av. Marcelino Pires com a Av. Hayel Bon Faker.

Os candidatos, partidos ou coligações deverão dividir, igualitariamente entre si, o espaço para a realização utilizado para a propaganda eleitoral e fica proibida a prática de “despejo de santinhos”, ou de qualquer outro material de propaganda eleitoral, inclusive nos dias anteriores ao pleito, nos logradouros.

Por fim, o TRE determina que seja identificado um coordenador de campanha em todos os pontos de ação política a fim de garantir a otimização da fiscalização.

PROPOSTAS
Aproveite e confira as propostas dos candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul para saúdesegurança públicaeducaçãoassistência socialgeração de emprego e renda indústria.