/Onyx Lorenzoni confirma extinção do Ministério do Trabalho no governo Jair Bolsonaro

Onyx Lorenzoni confirma extinção do Ministério do Trabalho no governo Jair Bolsonaro

Ministro Sérgio Moro deve assumir algumas funções da pasta

O futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), confirmou o fim do Ministério do Trabalho na gestão de Jair Bolsonaro (PSL). O democrata anunciou a perda do status de ministério durante entrevista à Rádio Gaúcha na manhã desta segunda-feira (3) e afirmou que as funções serão divididas entre os ministérios da Justiça, Cidadania e Economia.

Sergio Moro deve ser responsável pela concessão de cartas sindicais. Políticas e geração de empregos devem ficar à cargo da Economia, sob o comando de Paulo Guedes, e Cidadania sob o crivo de Osmar Terra

“O Ministério do Trabalho ficará em parte com o Sergio Moro, na parte da concessão do imposto sindical, no Ministério de Justiça e Segurança. A outra parte, no caso de políticas, emprego, ficará parte no Ministério da Economia e outra parte no Ministério da Cidadania”, disse Onyx.

Até o momento, Bolsonaro já anunciou 20 ministros e deve definir ainda nos próximos dias os ocupantes das pastas de Meio Ambiente e Direitos Humanos. Lorenzoni disse, ainda, que é provável que a pastora evangélica e assessora do senador Magno Malta (PR), Damares Alves deve encabeçar a pasta, entretanto, o anuncio caberá exclusivamente a Bolsonaro.