/Recém-nascido morre e Bombeiros são acionados somente horas após o óbito
bebe

Recém-nascido morre e Bombeiros são acionados somente horas após o óbito

Nesta Quarta-feira (19), onde o Corpo de Bombeiros foi acionado, para atender uma ocorrência envolvendo uma criança recém-nascida de apenas 11 dias de vida, em Maracaju.

As 16h56 o Corpo de Bombeiros foi solicitado para atender uma ocorrência envolvendo uma criança de 11 dias de vida, e que segundo a solicitante não estaria respirando, o deslocamento da Unidade de Resgate (UR), porém para a surpresa dos Bombeiros ao chegarem no local as pessoas estavam calmas e a mãe da criança, saiu do interior da residência caminhando calmamente com o filho, a guarnição do Corpo de Bombeiros foi ao encontro da mãe e filho.

Questionada a mãe sobre o que havia ocorrido, a mesma alegou que teria dado de mamar para a criança pela última vez as 09h da manhã, e que as 10h observou que aparentemente ele não estava respirando, e ainda que ele ficou roxinho as 11h da manhã, e completou dizendo ter levado ele terça (18), ao hospital pois ele apresentava respiração carregada(ruidosa).

A criança estava pálida e com os olhos, boca e extremidades arroxeados, sem movimento respiratório e com palpação não era possível sentir pulso, aparentemente a criança já estava em óbito a mais de 5 horas, segundo o relato que deu a mãe. Devido a unidade de resgate não possuir instrumento de aferição de frequência cardíaca e saturação de oxigênio para bebês, tomaram por decisão levar a mãe e criança ao hospital para constatação do possível óbito pelo médico.

Foi passado o caso para o doutor que confirmou o óbito, e afirmou que já fazia horas que havia falecido, e decidiu por não realizar “Ressuscitação Cardiopulmonar” devido a este fator. A unidade hospitalar acionou as autoridades policiais via telefone a pedido da guarnição do Corpo de Bombeiros e do médico.

O caso foi registrado na Polícia Civil.

Fonte: MaracajuSpeed