/Encarcerados usavam mulheres para roubar motoristas de aplicativos
utilizavam mulheres para roubar motoristas de aplicativo

Encarcerados usavam mulheres para roubar motoristas de aplicativos

Equipes da Defurv (Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes de Furtos e Roubos de Veículos) prenderam, na quinta-feira (2), dois homens suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em roubar motoristas de aplicativo em Campo Grande. O terceiro integrante do bando está foragido.

A delegada Aline Sinott disse que o trio usava mulheres, que são mais confiáveis, para pedir carro pelo aplicativo. Quando o motorista chegava ao local, era surpreendido pelo bandido que já anunciava o assalto. Eles mantinham a vítima em cárcere privado até levarem o carro para Ponta Porã.

Uma das vítimas da gangue teve uma camionete S-10 roubada de um dos vizinhos de João Paulo. O veículo foi vendido no Paraguai por R$ 12 mil.

Um outro carro, Fiat Argo, também foi roubado de um motorista de aplicativo em março deste ano. A vítima foi mantida refém dos bandidos até o veículo ser levado para a fronteira.

Um dos presos, identificado apenas como João Paulo, foi preso depois de solicitar uma corrida a um motorista de aplicativo no Jardim Leblon. Policiais fizeram a abordagem durante uma operação deflagrada que investigava estes crimes.

Quando fizeram a revista em João Paulo, encontraram um revólver em sua cintura e ele foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Na delegacia descobriu-se que ele já tinha praticado roubos contra outros motoristas de aplicativos. A polícia procura pelo terceiro integrante.

Fonte: Thatiana Melo