/Mesmo com ordem judicial, bebê de 1 ano não consegue vaga para a UTI em MS

Mesmo com ordem judicial, bebê de 1 ano não consegue vaga para a UTI em MS

Mesmo com uma ordem judicial em mãos, o pesadelo da dona de casa Diandra Gomes Marcelo, de 32 anos, parece não ter fim. Com a filha, uma bebê de 1 ano aguardando uma vaga para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva), a mãe está desesperada vendo a criança piorar a cada dia.

Diandra contou ao Jornal Midiamax que deu entrada no Hospital Regional de Nova Andradina com a filha na quinta-feira (19). Os médicos realizam um exame de raio-x e verificaram que a criança estava com derrame pleural, que é excesso de líquido no pulmão.

“Ela estava com apresentando cansaço e falta de ar. Resolvi leva-la ao médico e descobrimos que ela estava com derrame pleural. Imediatamente solicitaram uma vaga de UTI na cidade de Dourados, mas até agora falam que não tem vaga”, disse Diandra.

A mãe também ressalta que devido à demora para encontrar uma vaga, o estado de saúde da bebê está piorando.

“O pulmão dela está ficando completamente tomado. Ela já está respirando com a ajuda de oxigênio e ainda seguem falando que não tem vaga. Se Dourados não tem, eles tinham que arrumar em Campo Grande, mas eu preciso salvar a minha filha”, explica a dona de casa.

Correndo contra o tempo e tentando buscar todas as possibilidades para ajudar a filha, Diandra conseguiu uma ordem judicial e mesmo assim, ainda seguem alegando que não conseguiram uma vaga para a bebê.

Transferência da bebê já foi solicitada

A equipe de reportagem do Midiamax entrou em contato com a SES (Secretaria de Estado de Saúde) e foi informada que a pasta entrou em contato com a regulação de Campo Grande. A vaga já foi solicitada e a SES aguarda uma posição do município.

Fonte: Midiamax