/Nova diretoria da Amamsul será empossada nesta sexta-feira

Nova diretoria da Amamsul será empossada nesta sexta-feira

A partir desta sexta-feira, dia 14 de dezembro, às 19h30, a Amamsul (Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul) terá novo comando.

O presidente eleito e os novos integrantes da diretoria que norteará os destinos da entidade serão empossados na sede campo da entidade.

Assume a presidência da associação, para o biênio 2019/2020, Eduardo Eugênio Siravegna Jr e com ele estarão Denize de Barros Dodero (1ª Vice-Presidente), Vitor Dias Zampieri (2º Vice-Presidente), Katy Braun do Prado (Secretária), Francisco Vieira de Andrade Neto (2º Secretário), Juliano Rodrigues Valentim (Tesoureiro), José de Andrade Neto (2º Tesoureiro), Bruno Palhano Gonçalves (Diretor de Interior), Paulo Rodrigues (Diretor de Inativos), Mário José Esbalqueiro Jr. (Diretor de Prerrogativas), Sueli Garcia (Diretora Social), Jackson Aquino de Araújo (Diretor de Esportes).

Como membros do Conselho Deliberativo assumem Mauro Nering Karloh, Marcus Vinícius de Oliveira Elias, Camila de Melo Matiolli Gusmão Serra Figueiredo, Giuliano Máximo Martins e Eguiliell Ricardo da Silva.

Serão suplentes do Conselho Deliberativo Luiz Felipe Medeiros Vieira, Marcel Henry Batista de Arruda e Fábio Henrique Calazans Ramos.

Para a solenidade de posse confirmaram presença juízes de Capital e do interior, desembargadores, representantes do Ministério Público e da Defensoria Pública, o presidente da AMB, além de várias autoridades locais e nacionais.

A votação que elegeu o juiz Eduardo Eugênio Siravegna Jr. como presidente da AMAMSUL foi realizada no dia 9 de novembro. Responderam pela comissão eleitoral os juízes Alexandre Corrêa Leite, Marcelo Ivo de Oliveira e Eucélia Moreira Cassal. A Amamsul tem mais de 320 associados.  

Proclamado o resultado, o presidente eleito, juiz Eduardo Eugenio Siravegna Jr. recebeu os cumprimentos e confessou que representar a magistratura sul-mato-grossense será um desafio, porém, ele acredita que com o apoio de todos os associados, a diretoria tem tudo para enfrentar e vencer as dificuldades que certamente aparecerão.

“Passado o período de disputa, temos todos o mesmo propósito e com o apoio dos associados, faremos uma boa gestão. A magistratura tem seu papel na sociedade, no estado brasileiro.

Não podemos nos acovardar diante dos problemas que o Brasil vem enfrentando por décadas.

É chegado um novo tempo, a magistratura continuará desempenhando seu papel de importância no cenário nacional e a AMAMSUL tem um papel fundamental, que é de representar uma classe e colaborar para um país melhor”, afirmou.